Sexta, 18 de Junho de 2021 02:08
67993368356
Geral Mato Grosso do Sul

Fiscalização da Agepan flagra vans realizando transporte ilegal de passageiros haitianos em Corumbá

Em ação fiscalizatória no munícipio de Corumbá na tarde desta sexta-feira (11), a Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos (Agepan) autuo...

11/06/2021 18h01
Por: Redação Fonte: Secom Mato Grosso do Sul
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Em ação fiscalizatória no munícipio de Corumbá na tarde desta sexta-feira (11), a Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos (Agepan) autuou duas vans que realizavam o transporte irregular de estrangeiros haitianos para o Brasil.  Nos últimos meses, com fronteira fechada para o ingresso de estrangeiros por conta da pandemia de coronavírus, aumentaram as denúncias e os flagrantes dessa infração, com veículos vindos da região de Corumbá.

De acordo com o chefe da fiscalização, Hélio Leite da Silva, a Agepan tem reforçado as fiscalizações nos transportes alternativos.  “Uma das vans realizava o transporte de forma totalmente irregular. O outro veículo, mesmo com empresa cadastrada no sistema da Agência para realização do trecho Corumbá-Campo Grande, realizava cobrança individual irregular de R$ 130”, pontua. 

No transporte com vans, somente os operadores autônomos autorizados do Sistema de Transporte Rodoviário Intermunicipal de Passageiros podem atuar em linhas, em complemento ao serviço prestado pelas empresas autorizatárias, e com horários e pontos de embarque definidos. Ônibus e micro-ônibus (vans) que têm cadastro para fretamento só podem operar nessa modalidade, cujas regras são diferentes da linha regular. E veículos não registrados, e, portanto, não vistoriados e acompanhados pelo sistema legal da regulação são totalmente proibidos de transportar passageiros pagantes.

Assessoria de Comunicação da Agepan

Foto: Divulgação

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.